Confit de Tomate Cereja
Confit de Tomate Cereja

2013 foi o ano das saladas em casa. Isso porque no final de 2012, descobrimos o francês Dukan, cuja dieta não permite folhas ou frutos por 5 dias e depois intercala dia sim, outro não.

Óbvio que esta limitação fez com que a gente se atirasse em qualquer matinho ou erva daninha que viesse pela frente nos dias em que folhas verdes eram permitidas. Legumes, então, eram uma verdadeira festa!

Desconfio, aliás, que este é o método infalível da Dieta Dukan: você acaba implorando por uma salada, de tal modo, que é capaz de encarar um verdureiro, uma feira de rua, um hortifruti, com a alegria constrangida de quem está num cambio negro! Uma alface americana — nem tão verde e crocante — ou um tomate, que loucura, é o suficiente para um assalto à geladeira. À mão armada, se preciso! Só quem fez esta dieta sabe do que ‘ela’ é capaz!

Isto posto — a nosso favor ou contra, ainda não sei bem –, preciso dizer que, quando nos demos conta, eu e a filha, já éramos fieis defensoras e preparadoras de mistura de folhas, raízes e frutos.

Minha filha, aliás, sempre foi mais saudável que eu nesta seara (pois é… a gente acaba educando os filhos na base do faça o que eu digo mas não o que eu faço) e adorou a ideia de termos saladas diversas e coloridas na mesa nas principais refeições.

Compramos livros, pesquisamos e, sobretudo, misturamos e preparamos muitas receitas. O ‘confit’ de tomatinho — que pra mim é, na verdade, uma compota — apareceu por acaso numa dessas buscas e, tal a Caponata, acabou virando um coringa na cozinha porque se mantém muito tempo na geladeira e serve para incrementar uma salada de folhas verdes ou mesmo de grãos (misturado ao grão de bico, feijão branco, fradinho, etc) ou como uma deliciosa entrada sobre torradinhas.

Então, vamos ao nosso Confit, que você pode fazer colocando num refratário ou numa assadeira:

– 1 kg de tomatinhos cereja (italiano ou pera) firmes e vermelhinhos
– 1 colher de sopa bem cheia de açúcar (pode usar adoçante)
– 1 colher de chá de sal
– 400 ml de um bom azeite de oliva
– 6 dentes de alho ralados
– 7 ou 8 dentes de alho inteiros (ou em pedaços grandes)
– Folhas de manjericão frescas à gosto (coloco 1/3 de um maço na assadeira e o restante depois de pronto e frio)
– Orégano a gosto

Misture todos os ingredientes e leve ao forno médio (a baixo) para assar até que os tomatinhos comecem a estourar (uns 30, 40 minutos).

Enquanto isso, escolha um ou mais vidros com tampa e esterilize com água fervente.

confit02Retire a mistura do forno e tempere ainda quente com pimenta-do-reino moída na hora. Depois de frio, acrescente o restante das folhas do maço de manjericão e coloque nos potes. Conserve sempre na geladeira — umas 3 semanas ou mais — mas não aposte que vá durar tanto assim…

Obs: Pode preparar este ‘confit’ com o fruto ou o legume da sua preferência para substituir o tomate cereja. Fora os tomatinhos — ou junto com eles –, a gente usa também xuxú baby, abobrinha e cenoura em cubos. É acerto sempre — apenas com o alho puro e inteiro, inclusive!

Últimos posts por claudia letti (exibir todos)
× Informações e Encomendas