Bolo dos Anjos [angel cake]

Bolo dos Anjos [angel cake]

Você fez uma receita com muitas gemas e agora não sabe o quê fazer com a claras? Aposto que a primeira coisa que você pensou — se estiver de dieta — é uma omelete protéica. Já, se tá tudo liberado, você pensou logo num Pudim de Claras. Acertei?

Para sair deste lugar comum é que o “Bolo dos Anjos”, me salvou. Eu tinha visto qualquer coisa sobre ele numa lousa de uma Confeitaria famosa em Copacabana e não me chamou tanto a atenção. Mas, quando me deparei com ele numa matéria contando que o “Angel Cake” — assim, em inglês –, é a mais nova sensação da confeitaria francesa, peguei aquelas claras que sobraram do Creme Brulee e voilá: testei a receita!

Para preparar o queridinho parisiense, você vai precisar de uma forma de pudim — com furo no meio — untada e polvilhada com farinha e passar pela peneira (por 4 x) para uma vasilha super seca, os seguintes ingredientes:

1 xícara de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de amido de milho
1/2 colher (chá) de fermento em pó
(reserve)

Bolo dos Anjos [angel cake]

Bolo dos Anjos [angel cake]

Na batedeira coloque 09 (nove) claras na velocidade baixa e deixe que espumem. Acrescente então, 1/4 de colher (chá) de cremor de tártaro (eu usei sal refinado) e vá juntando o açúcar cristal (1 xícara + 2 colheres de sopa) aos poucos, colher por colher, sem parar de bater. Quando estiver firme, como suspiro, abra uma fava de baunilha, raspe as sementes e acrescente nas claras juntamente com 120g de manteiga derretida (e ainda quente)

Desligue a batedeira e incorpore os ingredientes secos com muito carinho e leveza para que o suspiro não murche. Coloque na forma às colheradas e leve ao forno preaquecido a 180ºC por aproximadamente 40 ou 45 minutos. Faça o teste do palito.

É preciso deixar que o bolo esfrie de cabeça para baixo! Sim, isso mesmo, com a forma virada, por cerca de 1 hora. Se ele não “cair” — de preferência inteiro — neste tempo, passe uma faca nas bordas para desenformar.

A aparência — e o sabor — é de um bolo branco macio, que parece ter uma calda transparente — que deve ser efeito do suspiro de açúcar cristal.

Tenho cá a sensação — e o desejo — de testar este bolo com uma calda de frutas vermelhas azedinhas… hmmm. Se você topar experimentar, me conta!

Últimos posts por claudia letti (exibir todos)
× Informações e Encomendas