Já é Maio!

maio

Faça o essencial agora e deixe o importante pra depois.

Maio é o meio do outono, nem é tão quente, nem tão frio e podemos fazer tudo sem pressa, gozando das belezas do caminho — tipo um fotógrafo que registra os sentidos na retina –, saudando os Taurinos com seus picnics nos gramados à beira da estrada, extraindo e saboreando os prazeres da vida, com languidez e sem culpa. Um mês que começa a ficar ansioso só no seu final, pra que o inverno chegue de uma vez trazendo o frio que nos faz buscar o calor, reforçando a dualidade Geminiana.

Maio lembra noivas, mães, a consagração de Maria… Parece ser um mês que homenageia mulheres distintas e em diferentes etapas de vida, mas são todas — e muitas! — em uma, o que não deve ser por acaso. Maio realmente parece ter anima feminino. Esta percepção talvez venha lá dos deuses greco-romanos que adoravam Bona Dea — ou Maiestra –,”a boa deusa” da fertilidade. Dizem as boas línguas que a Deusa não permitia a presença dos homens quando as festas eram em sua honra, exceto na grande festa das flores que significava renovação, abundancia e fertilidade, símbolos da primavera, onde a dança entre homens e mulheres criava uma egrégora de sensualidade que incitava o acasalamento com aquelas que em breve seriam mães. Esta festa, que acontecia em maio, teria originado o ritual do casamento que conhecemos hoje e, por isso, maio é também o mês das noivas.

Não tão antigo mas também nem tão recente, o Dia das Mães foi criado pelos ingleses no século 17, porque era no segundo domingo de maio que as indústrias davam folga às mães operárias para que visitassem os filhos que ficavam no campo com as avós, ou seja, com as suas mães.

Mas, vamos deixar o passado pra lá e falar do agora. Já falei em não ter pressa? Pois aposte nisso. Exceto pela pressa de ser feliz, não tenha mesmo nenhuma outra. Mercúrio retrógrado até o dia 22 amortiza as urgências e amordaça iniciativas, favorecendo balanços, reavaliações e revisões. Melhor adiar o fechamento de negócios e contratos para o final do mês. Até lá, aproveite pra deixar a vida burocrática em dia. Organize seus documentos, sua papelada, estude seus planos e projetos com riqueza de detalhes. E cuidado com extravios. Só não deixe pra amanhã o que você pode encontrar hoje. Ou seja, faça o essencial agora e deixe o importante pra depois.

E, sobretudo, neste mês de maio, reavalie-se, encontre-se com você mesmo, com o que você pensa. Até pra saber quem você é e decidir o que você quer ser, não importa se você tem 20 ou 40 anos. Procure entender como você se comunica, que mensagens você emite, se elas estão de acordo com as que você quer receber. Faça o planejamento do seu sonho: uma viagem, uma mudança, uma grande compra… Planejar, nestes tempos corridos, é meio sonho andado.

E já que é maio, mês das noivas e das mães, vasculhe aí por sua alma feminina, seja você homem ou mulher. Cultive seu lado maternal, aquele que nutre os afetos, que ama incondicionalmente, aquele que mesmo quando o vento lá fora chama o tempo de outono, tem coragem de parir primaveras.

Bem vindo Maio!


Espalhe por aí...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Responder

Seu e-mail não será publicado.


*