evasão domiciliar

Alguém pode entrar em sua vida, invadir a sua casa, vasculhar todos os cômodos, revirar suas gavetas, dividir seus cansaços e embaraços, (des)organizar seu arquivo(vivo), usufruir da sua agenda de amigos, uma fatia de queijo, beijos, café, brioches e muitos deboches.

janelaAlguém pode entrar em sua vida e simplesmente pensar que na batida da porta e na devolução da chave tudo vira memória derretida. Pode sair imitando a Rita, levando alguns planos, os 30 alguns anos e um naco do seu coração. Pode sair decidido em busca de futuro, de ar puro e até de um novo e merecido violão.

Não importa. O que fica não é a hora da partida, mas o instante da chegada.

O que importa fica até pra quem pensa que levou.

Espalhe por aí...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Responder

Seu e-mail não será publicado.


*