voyeur

voyeurEspia…

Na fresta do que não digo,
onde moram meus amores

No rasgo do meu sorriso,
onde nascem meus humores

Na fenda do meu vestido,
onde resistem meus pudores

Nas brechas do dia-a-dia,
de onde brota essa energia

Espia…
e me delicia

Espalhe por aí...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Responder

Seu e-mail não será publicado.


*